Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Indecisa do Costume

28.03.18

Sem encontrar culpados


A Indecisa do Costume

O nosso fim, nunca foi uma escolha minha. Acho que também não foi uma escolha tua. Mas às vezes, o amor nem sempre é motivo suficiente para manter duas pessoas juntas. E esse foi o nosso caso, não foi suficiente.

Porque eu tenho as minhas dúvidas do teu amor, mas prefiro acreditar que realmente me amavas. Quanto ao meu amor, eu fazia-te sentir que ele sempre se manteve intacto.

E queres saber? Talvez ele continue aqui por muito tempo, talvez ele continue aqui para sempre.

Isso também, não vai ser uma escolha minha, até porque se eu fosse escolher, não serias tu. Agora não. Mas na verdade, tu mereces alguém em condições, não te desejo mal. Fomos intensos enquanto duramos. Eu sei que íamos muito mais longe se não fosse as circunstâncias. Mas o importante é que tentamos.

Nos poderíamos ter feito mais, mas faltou coragem da tua parte, faltou paciência da minha, faltou que os ventos soprassem ao nosso favor.

Sabes, não vou procurar culpados nem motivos. Não vou falar mal de ti por aí, não vou contar das vezes que já chorei por tua causa. Acho que não precisamos disso, até porque, somos maduros até demais para evitarmos isso. Espero, que tu também não fales de mim.

Aproveitamos bastante, não foi? Temos que reconhecer que enquanto durou, foi bom demais.

E é por isso que eu nunca vou precisar de esquecer da tua breve passagem pela minha vida. Talvez, ninguém mais consiga trazer à tona o sentimento que eu tenho por ti...

Enfim, fica bem, sim?

Cuidado pelo caminho, tenta não te perderes, ok?

Estas a ir tão bem... Mas nunca te esqueças que o nosso fim, nunca foi uma escolha minha.

Resultado de imagem para imagens culpa