Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Indecisa do Costume

16.09.18

O quanto me fazes falta


A Indecisa do Costume

Hoje acordei e senti o teu cheiro, o teu toque, a tua falta.

Lembrei-me de quando éramos um. De quando eu sentia aquele amor incondicional e sabia que tu também sentias. Lembrei de como eu costumava todos os dias enviar uma mensagem carinhosa seguida de “gosto muito de ti”.

Lembrei das vezes que discutíamos, e no outro dia estava tudo bem... fui a rua a segurar o choro, imaginando o quando queria que nos encontrássemos. Chorei feita louca no meio da rua.

Lembrei também da tua cara cada vez que eu fazia um dos meus dramas, e do teu abraço para acabar com cada um deles.

Lembrei cada vez que tu me davas na cabeça. Lembrei do cheiro do teu perfume. Lembrei das músicas altas no carro e do quanto ria contigo.

Hoje, especialmente, lembrei de tudo que costumávamos fazer juntos e de cada expressão tua- feliz, triste, bravo, cansado, com fome, chateado... Não importa, sei todas de cor, como um livro que se lê muitas vezes.

Lembrei-me também da memória mais triste de todas...aquela última vez que estivemos juntos. A última vez que senti o teu toque, o teu cheiro, que vi o teu sorriso e que ouvi a tua voz. E que saudade da tua voz.

Não faz assim tanto tempo que nos deixamos de dar, mas parece que já fez um século. Já seguiste a tua vida, estás feliz com outras pessoas. Eu estou feliz também, e sei que vou ser feliz. E nós dois? Vamos continuar assim talvez por algum tempo, mas sinto a tua falta, todos os dias. Tu sabes!!! 

 

Resultado de imagem para melhor amigo