Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Indecisa do Costume

16.04.18

Eu posso esquecer...


A Indecisa do Costume

Eu posso esquecer o teu sorriso que se parece com luz.

Eu posso esquecer a tua voz que acalmava a minha alma.

Eu posso esquecer a segurança que teu abraço me dava.

Eu posso esquecer o teu beijo que testava meu sistema nervoso.

Eu posso esquecer o teu olhar que refletia sempre meu sorriso.

Eu posso esquecer a nossa intimidade entre quatro paredes.

Eu posso esquecer o teu andar engraçado que fazia de ti uma pessoa ainda mais bonita.

Eu posso esquecer o quanto a tua alma era doce.

Eu posso esquecer o quanto tu gostavas de sumo de laranja e do quanto detestava faze-lo.

Eu posso esquecer o quanto tu me fizeste com a tua breve passagem pela minha vida.

Eu posso esquecer o quanto eu me sentia especial ao teu lado e o quanto eu me orgulho de ter feito parte da tua vida.

Eu posso esquecer o quanto tu não gostavas quando alguém te acordava e também posso esquecer o quanto era bom acordar ao teu lado.

Eu posso esquecer o quanto tu te esforçavas para que as coisas dessem certo e quanto eu fazia com que tudo desse errado.

Eu posso esquecer que tu foste uma das melhores coisas que já me aconteceu e também uma das piores.

Eu posso esquecer que tínhamos um mundo só nosso e que hoje ninguém habita mais lá, nem eu e nem tu.

Eu posso esquecer o quanto eu errei contigo e o quanto você acertou comigo.

Eu posso esquecer todo de mal que te fiz e todo de bem que tu me fizeste a mim.

Eu posso esquecer cada detalhe do teu corpo perfeito e cada um dos motivos que me fizeram amar-te... mas eu nunca vou esquecer de como tu fazias eu me sentir, nem daqui há um mês e nem daqui há cem anos.

Resultado de imagem para esquecimento