Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Indecisa do Costume

10.07.18

A minha Matemática...


A Indecisa do Costume

Eu conheço-te. Sei que tu nunca serás totalmente meu, sei também que tu nunca vais me amar da mesma forma que eu te amo. Sei que tu és um problema – maldita hora que fui me apaixonar pela matemática. 
Sei que já tentamos várias vezes e sempre pecamos. Falhamos por inúmeros motivos, não vale a pena nem dizer quais. Estão estampados por aí. Mas a verdade é que eu não consigo ficar longe de ti. Sim, é isso, tenho que te dizer a verdade. Eu não posso deixar-te longe do meu campo de visão, não sei ficar longe desse teu sorriso ridiculamente branco e lindo, não consigo parar de rir das tuas piadas sem graça. Não me canso de olhar a tua boca e sentir vontade de te beijar. Merda miúdo, tu tens noção do que fazes comigo?
Já tentei muitas vezes me afastar, mas quanto mais longe eu estou, maior é minha vontade de estar perto. tu pareces um íman, que me atrai por todo lado. Assim fica difícil. Por mais que me magoes, eu acabo por gostar disso tudo. Pois, só de pensar na ideia de não te ter nunca mais em meus braços, já não consigo nem suportar.

 

 

 

 

 

 

Imagem relacionada