Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Indecisa do Costume

22.01.20

...


A Indecisa do Costume

Hoje eu quero agradecer tudo que vivi contigo. fomos as pessoas certas no momento certo, mas talvez em fases um pouco diferentes. Tu tinhas acabado de entrar na universidade, vivias o sonho adolescente de experimentar tudo e todos, enquanto eu já tinha sido machucada muitas e muitas vezes, e chegava a esta relação magoada e um pouco desacreditada.
Esbaramo-nos no momento mais inusitado pra ambos. ficamos juntos por quase um ano, sendo a melhor versão um do outro. Ensinaste-me a gostar de comida japonesa, eu te ensinei-te a entrar no mar sem o medo de te afogares, conheces-te os meus pais e viras-te amigo deles; eu fui a melhor pessoa pro seu cão, e até hoje ele sente minha falta. Amamos-mos e nos ajudamos a crescer nesse tempo louco onde tudo é efêmero, onde as pessoas vêm com uma data de validade, onde os relacionamentos acabam porque queremos sempre mais, queremos sempre a próxima adrenalina.

Deste-me todas elas. quando fizemos amor pela primeira vez. quando prometemos um ao outro que nunca esqueceríamos a sensação de ser amado. quando decidimos seguir caminhos diferentes. Eu tive muito medo de nunca mais achar alguém como tu; mas prometeste que o caminho pra felicidade e pra outros sentimentos começava em mim. Que eu deveria estar em paz com qualquer que fosse o destino da minha vida e das minhas relações. Foste honesto ao dizer que ninguém é igual a ninguém, e é nesta feliz coincidência que mora o amor.

Sou muito grata por teres passado pelo meu mundo, modificado a minha existência, revigorando a minha fé nas pessoas e nas relações.

Onde quer que estejas, agradeço-te.
E envio-te luz.

luz.jpg